terça-feira, 29 de novembro de 2016

PECADO DE REBELIÃO

TEXTO: “Porque a rebelião é como pecado de feitiçaria, e o porfiar é como iniqüidade e idolatria”. (1 Sm 15.23)
INTRODUÇÃO: A primeira coisa que precisamos entender é definir bem o significado das palavras pecado e rebeldia.  Pecado significa errar o alvo. Rebelião significa aquele que não acata ordem ou disciplina.
·         Destacamos então alguns detalhes neste sentido:
Ø  O rebelde é aquele que não ama a disciplina, ou seja, não é humilde para aprender.
Ø  Disciplinar significa esta em aprendizado.
Ø  Geralmente o rebelde acha que sabe tudo.
·         Rebelião é como pecado de feitiçaria...
Ø  Feitiçaria é oficio de um bruxo ou feiticeiro.
Ø  É trabalhar com ocultismo. Geralmente quem traz rebelião trabalho no oculto.
Ø  Usar de qualquer meio para forçar uma pessoa a fazer o que não quer.
Ø  Feitiço significa feito de maldição.
·         Deus abomina a feitiçaria.
Ø  Perceba que o texto fala de rebelião é como pecado de feitiçaria e esta ligado a idolatria.
Ø  Quando escreveu sobre as obras da carne, ele incluiu a idolatria e a feitiçaria na lista dos terrores que arruinaram toda busca do homem pela felicidade (Gálatas 5:16-21).
a.      Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, fornicação, impureza, lascívia, Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus.
Gl 5:19-21
Ø  A idolatria e a feitiçaria estão quase sempre aliadas.  
Ø  Pharmakeia, de onde provém a nossa palavra farmácia, é traduzida por "feitiçaria" (Gálatas 5:20; Apocalipse 9:21; 18:23). 
Ø   Principalmente significava o uso da medicina, das drogas, dos encantos; depois o envenenamento; depois, então, a feitiçaria.  
Ø  Então rebelião é envenenar pessoas.
·         Deus proibiu a feitiçaria:
Ø   Deus proibia que seu povo tivesse alguma relação com o que hoje denominamos "ocultismo" (Dt 18:9-14).
Quando entrares na terra que o Senhor teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiticeiro; Nem encantador, nem quem consulte a um espírito adivinhador, nem mágico, nem quem consulte os mortos; Pois todo aquele que faz tal coisa é abominação ao Senhor; e por estas abominações o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás, como o Senhor teu Deus. Porque estas nações, que hás de possuir, ouvem os prognosticadores e os adivinhadores; porém a ti o Senhor teu Deus não permitiu tal coisa...  Dt 18:9-14
Ø   As bruxas eram exterminadas
a.      A feiticeira não deixarás viver. Êx 22:18
b.      Então disse Saul aos seus criados: Buscai-me uma mulher que tenha o espírito de feiticeira, para que vá a ela, e consulte por ela. E os seus criados lhe disseram: Eis que em En-Dor há uma mulher que tem o espírito de adivinhar.
E Saul se disfarçou, e vestiu outras roupas, e foi ele com dois homens, e de noite chegaram à mulher; e disse: Peço-te que me adivinhes pelo espírito de feiticeira, e me faças subir a quem eu te disser. Então a mulher lhe disse: Eis aqui tu sabes o que Saul fez, como tem destruído da terra os adivinhos e os encantadores; por que, pois, me armas um laço à minha vida, para me fazeres morrer?
1 Sm 28:7-9
Ø  O povo de Deus não devia buscar luz nas trevas!  
Ø  Talvez o melhor equivalente bíblico da palavra "ocultismo" seja a palavra adivinhação
a)      "Adivinhação é a tentativa de decifrar a vontade dos deuses com o uso de técnicas de magia.  
b)      Os pagãos criam que podiam usar a habilidade e o engenho humano para adquirir conhecimento dos deuses sobre certas situações" 
c)       O adivinhador seria aquele que pensa poder jogar a revelação divina fora. 
TRANSIÇÃO: A primeira rebelião, a base foi o trono de Deus.
·         Foi constituída uma rebelião reivindicando direitos iguais e um desejo egocêntrico de ser maior que Deus.
·         Houve uma quebra de princípios de autoridade.
Ø  Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria... (Ez 28.17).
·         A segunda rebelião, começou na família.
Ø  Satanás entra e coloca Eva contra Adão e depois colocam ambos contra Deus.
Ø  Resultado disso, Deus colocou os dois fora do jardim do Éden.
Ø  E ouvindo a voz do Senhor Deus, que passeava no jardim à tardinha esconderam-se... Gn 3.8.
EXORDIA: Nosso maior exemplo e destaque será a vida do rei Saul. Vamos observar detalhadamente e aprendermos com Saul.
1.      TUDO COMEÇA NA DESOBEDIENCIA:
       I.            Deus mandou que Saul destruísse totalmente os amalequitas e sua descendência.
·         Fere a Amaleque, e destrói totalmente a tudo o que tiver, e nada lhe poupes; porém matarás homem e mulher, meninos e crianças de peito, bois e ovelhas, camelos e jumentos”... 1Sm 15.3
·         Saul não executou a vontade de Deus e chegou se gabando de haver feito tudo o que Deus lhe ordenara: “... e este lhe disse: Bendito sejas tu do Senhor; executei as palavras do Senhor” (1Sm 15. 13b).
    II.            A obediência parcial de Saul
·         Ele poupou a vida de Agague rei dos amalequitas, o melhor das ovelhas, bois e cordeiros.
2.      O ORGULHO DE SAUL:
       I.            Um dos pecados mais graves que tomava conta de Saul era o Orgulho, pois quando foi confrontado por Samuel, logo apareceu o seu orgulho.
·          A Bíblia diz, que após ter voltado da batalha contra os amalequitas, a primeira coisa que Saul fez, foi levantar um MONUMENTO PARA SI (1Sm 15. 12).
·         Esse foi o ponto de partida da REBELIÃO, pois Saul tinha no coração, que ele queria um altar para si próprio.
·         Não queria que ninguém tivesse autoridade sobre ele, estava inchado e tomado de orgulho, que o levou a um pecado ainda mais grave, o da rebelião.
3.      FRUSTAÇÃO E DESCEPÇÃO:
       I.            Saul esqueceu que Deus observa os mínimos detalhes.
    II.            Ele não aceita racionalização com a verdade completa dos fatos. 
 III.            Saul estava tão acostumado mentir, que uma mentirinha a mais para ele não fazia diferença, mais para Deus fazia. E por essa causa ele perdeu o reinado.
4.      SAMUEL CONFRONTA SAUL:
       I.            Samuel pergunta: “Que balido, pois de ovelhas é este nos meus ouvidos e o mugido de bois que ouço?” (1Ms 15. 14). 
    II.            Samuel o coloca frente a frente com seu pecado
 III.            Saul como todo desobediente não aceita a sua culpa.
 IV.            O covarde nunca assume sua culpa, sempre coloca o povo como escudo de seus atos pecaminosos e rebeldes.
5.      SAUL NÃO SE ARREPENDE:
       I.            Saul teria duas saídas: Arrepender-se ou permanecer em sua teimosia pecaminosa. Ele optou pela segunda.
    II.            Samuel fala da obediência, e diz: Eis que o obedecer é melhor do que sacrificar, e o atender, melhor do que a gordura de carneiros”(1Sm 15. 22b).
 III.            Pr Jaime Kemp: “O interesse de Deus não se atem a aparência exterior; Ele nunca é enganado por desculpas ou pela lógica humana. Sua atenção se volta para o coração da pessoa e para sua disposição em obedecer”.
 IV.            Saul quer viver de aparência.
·         Ele pede para que o profeta Samuel volte com ele (1Sm 15.25).
Ø  Agora, pois, rogo-te perdoa o meu pecado; e volta comigo, para que adore ao Senhor... 1 Sm 15:25
·         Isso traria a idéia que se o profeta esta com o rei, então Deus esta com ele também.
·         Saul é a idéia daquele que vive dizendo que Deus esta com ele e não esta.

CONCLUSÃO: Que tomemos cuidado com esse pecado. Que o Senhor tenha misericórdia de nós. O obedecer é melhor do que o Sacrificar. Esta escrito Deus resiste ao soberbo e dar graça aos humildes.