domingo, 20 de maio de 2018


PROJETO DE DEUS, FAMILIA
TEXTO: Sl 127 e 128
INTRODUÇÃO: Esses dois salmos segundo os estudiosos das escrituras são atribuídos a Salomão.
·         Esses dois Salmos devem ser lidos em sequência porque tratam do mesmo assunto, fala sobre família.
·         A família foi instituída por Deus, não é invenção nossa, é criação divina.
·         Deus criou a família muito antes de criar o estado e a própria igreja
Ø  A família é a primeira instituição divina.
Ø  Nós chamamos de célula mater da sociedade, célula mãe da sociedade.
Ø  Da família decorre todo desenvolvimento social
Ø  Todas as outras instituições emanam da família
Ø  A família por esse motivo é a base, o alicerce de toda sociedade
Ø  A família deve merecer o máximo de atenção e cuidado
Ø  A família é o nosso maior investimento
·         A bíblia estabelece critérios para formar a família.
Ø  Em gênesis 2.24 diz: Por isso deixara o homem seu pai e sua mãe e unisse-a a sua mulher, e serão ambos uma só carne.
Ø  Aqui vemos três pilares que sustentam uma família:
i.                     Primeiro pilar: família é a união de um homem com uma mulher.
ii.                   Segundo pilar: O casamento é também monogâmico. O texto diz o homem unisse-a a sua mulher e não as suas mulheres.
(há o dois extremo: do homem ter a poligimia, homem com mais de uma mulher e a poliandria, que é a mulher ter vários homens). Os dois estão fora do projeto de Deus.
Lembra de Salomão, a bíblia diz que ele teve mil mulheres, 300 princesas e 700 concubinas.
Salomão podia ficar com uma mulher diferente e repeti-la depois de três anos.
Mas Salomão disse que entre todas estas mulheres ele não encontrou nenhuma.
Salomão não estava frutado com as mulheres, estava frutado com ele.
Quem quer ter mais de uma mulher não tem nenhuma.
O homem não pode amar mais de uma mulher, não há espaço para isso. Não é projeto de Deus.
Quando Deus instituiu o casamento, qual foi o princípio que Ele estabeleceu? Gn 2.24 Monogamia.
Quando os 10 mandamentos foram dados, o que o decimo mandamento ensina? Não cobiçaras a mulher do teu próximo. O texto não diz as mulheres do teu próximo, mas a mulher.
E no tempo da graça, qual a posição da bíblia?
Perguntaram para Jesus: é licito o marido repudiar a sua mulher?
Jesus não se deixava cair numa armadilha e numa pergunta capciosa, ele devolvia a pergunta.
Jesus respondeu, não tendes lido, ou seja, vocês não conhecem a bíblia?
Jesus levou eles de volta a Gn 2.24.
Do ponto de vista a escritura ensina a monogamia.
iii.                   E o terceiro pilar: O casamento é monossomatico, que significa uma só carne.
TRANSIÇÃO: O texto que lemos, os dois salmos falam de quatro fases do casamento.
I.                    Primeira fase: Observe o 1 verso.
·         A primeira coisa que um rapaz deve pensar quando casam, nós não estamos construindo uma casa, estamos construindo um lar, uma família.
Ø  Jesus disse que um bom construtor não pode construir sobre uma areia.
Ø  Você ao construir uma família, deve construí-la num alicerce solido.
Ø  Esse alicerce solido não é nem mesmo o amor, mas Deus.
i.                     Você conhece gente que casou por amor?
ii.                   Depois se separou ressentido, magoado e arrasado.
iii.                  São pessoas que confiaram em seus sentimentos e suas emoções.
iv.                 Por isso o texto diz se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham.
v.                   Sentimento não segura o seu casamento na tempestade, quem segura é Deus.
vi.                 Deus é nossa fortaleza, Ele quem nos sustenta.
·         Nós não precisamos de tantos preparativos para um casamento.
Ø  Você já percebeu quantos preparativos tem para um casamento?
Ø  Quanto trabalho dar para casar?
Ø  E na verdade precisamos nos perguntar, Deus estar edificando este casamento?
Ø  Não precisamos de uma casa bonita, e sim de Deus.
Ø  O que faz um casal feliz não é o tamanho da casa e nem o intatos que recebe, mas Deus.
·         A necessidade de valorizar mais o ser do que o ter.
·         Observe o verso 2.
Ø  Gente que pensa assim, vamos trabalhar muito e ralar e não se veem.
i.                     Um trabalha de dia e outro trabalha de noite.
ii.                   Eles não vivem, não se veem.
iii.                  Estão colocando o ter acima do ser.
iv.                 Não adianta você construir patrimônio e acabar com o casamento.
v.                   Tem gente que tem dinheiro guardado e vive na miséria.
·         O verso 2 também diz aos seus amados ele o dá enquanto dormem.
Ø  Quando você cuida das coisas de Deus, Deus cuida das suas coisas.
Ø  Quando o reino de Deus está em primeiro lugar, as demais coisas são acrescentadas.
Ø  Entenda o que é prioridade.
i.                     Primeiro Deus
ii.                   Depois família
iii.                  Depois as coisas
II.                  Segunda fase: Quando vem os filhos
·         Observe os versos 3 a 5
Ø  Os pais devem ver os filhos como herança de Deus.
Ø  Vamos pensar em herança:
i.                     Herança não é uma coisa que você trabalha para ter, herança você recebe.
ii.                   Herança não é questão de mérito.
iii.                  Um filho pode ser bom ou ruim, mas ele tem direito a herança.
iv.                 Filhos são herança de Deus. Não porque você merece. É presente de Deus para você.
v.                   Filhos são dadivas de Deus.
Ø  Um ponto importante: Herança não pode ser desperdiçada.
i.                     Lembra do filho prodigo.
ii.                   Herança deve ser cuidada.
·         Há outra expressão no verso 3, o fruto do vente, seu galardão...
Ø  O que é galardão? É algo que traz alegria e recompensa.
Ø  Diante deste texto Entendemos que nossos filhos são o nosso maior tesouro.
·         O verso 4 usa outra figura, como flechas na mão de um guerreiro...
Ø  Aqui usa a expressão da guerra.
Ø  O pai aqui não é um empresário e um agricultor, mas um guerreiro.
Ø  Todo guerreiro precisa carregar suas flechas
i.                     Onde este guerreiro carrega as flechas, nas costas.
ii.                   Todo pai deve carregar os seus filhos.
iii.                  Não podemos gerar filhos e deixar para lá.
iv.                 Carregamos os filhos para vida inteira.
Ø  Todo guerreiro não desperdiça suas flechas, ele os lança para alvo especifico.
i.                     Nós não criamos filhos para nós, criamos filhos para Deus e para vida.
ii.                   Nós lançamos os nossos filhos.
iii.                  Pais criam seus filhos para gloria de Deus.
·         Observamos agora o verso 5:
Ø  Diz os entendidos que quando os nossos filhos são pequenos, eles choram para ficar conosco, e quando eles crescem nós choramos para ficar com eles.
Ø  Se você não plantar hoje, você não colhe amanhã.
Ø  No começo você protege os seus filhos, e no final seus filhos protegem você.
III.                Terceira fase: A fase dos filhos grandes.
·         Observe o salmo 128.1-4.
Ø  O interessante é, como este casamento começou? No verso 1, o Senhor edificando.
Ø  Como esta família esta depois que os filhos crescem?
i.                     Quem começou certo, continua no caminho certo.
Ø  A gente observe primeiro integridade. Veja o verso 2.
·         Observe agora o verso 3.
Ø  Notem como a mãe tem um papel fundamental como elo de ligação entre a família.
Ø  O texto diz ao redor da mesa.
i.                     Tem mesa na sua casa?
ii.                   A mesa é importante. Um pode brigar com o outro, mas na mesa eles tem que assentar juntos. É olho no olho.
iii.                  Mesa é lugar de comunhão e acerto. Mesa é lugar de família.
iv.                 Não podemos colocar nossa comida e cada um ir para o seu quarto. Ficamos ao redor da mesa.
Ø  Agora observe o 4:
i.                     O texto não diz o homem mais rico da cidade. O homem mais culto, o mais famoso... etc.
ii.                   O texto diz o homem que teme ao Senhor.
IV.                Quarta fase. A fase dos netos.
·         Esse texto vai do casamento a velhice.
Ø  Vai do começo ao fim da jornada.
Ø  O texto sai da direção da família e vai para direção da cidade.
Ø  Uma família abençoada ela espalha sua luz para dentro da cidade.
Ø  Uma família que semeia na cidade.
Ø  Deus quer abençoar o Brasil através da nossa família.
Ø  Alguém já disse que Davi ganhou o mundo e perdeu sua família, Noé perdeu o mundo e ganhou a sua família.
Ø  O projeto de Deus é que alcancemos o mundo através da nossa família.
·         Observe o texto 6:






quinta-feira, 17 de maio de 2018

FAMÍLIA, MAIOR PATRIMÔNIO DA MINHA VIDA



TEXTO: Jo 2.1-11
INTRODUÇÃO: A família é o palco das nossas maiores alegrais e também o cenário das nossas dores mais profundas.
·         Na família nós celebramos a vida
·         Na família nós choramos a dor do luto
·         É na família que nós nutrimos os sonhos mais bonitos da vida
·         É na família que nós também vemos tantos sonhos transformados em pesadelos.
·         O curioso que Jesus dar inicio a seu ministério de prodígios e sinais exatamente numa família.
Ø  É exatamente numa família que Jesus opera o seu primeiro sinal
Ø  É exatamente na família que Jesus faz o seu primeiro milagre.
TRANSIÇÃO: Aqui no contexto descreve um casamento em Cana da Galileia um lugar muito próximo de Nazaré.
·         Provavelmente Maria era uma pessoa muito conhecida desta família
Ø  Maria foi convidada, Jesus foi convidado e seus discípulos também foram convidados.
·         Esse casamento não era uma festa como a nossa, apenas uma noite.
Ø  Era uma festa que durava alguns dias, e precisava ter provisão suficiente para atender toda a demanda e suprir os convidados.
EXORIDA: É neste contexto que algumas lições podemos extrair deste texto:
1.       CONVIDAR JESUS PARA ESTAR EM CASA:
I.                     A maior necessidade da nossa casa é a presença de Jesus
·         Nós podemos ter uma casa bonita, rica e farta provisão, podemos ter vizinhos legais, amigos, mas se nos falta Jesus, falta o principal.
Ø  Esse casal neste texto não deixam de lado Jesus
·         Jesus não deve estar na nossa casa como o hospede que vem e vai.
Ø  Ele deve estar na nossa casa como nosso Senhor, como Salvador, como Nosso amigo, como Nosso Conselheiro, como nosso Consolador e refugio para nossa alma.
2.       MESMO JESUS ESTANDO EM NOSSA CASA, OS PROBLEMAS ACONTECEM:
I.                     O fato de você ser um crente, andar com Deus, Jesus habitar na sua casa, não significa que você esta brindado dos problemas naturais da vida.
·         Também na casa de um crente os problemas acontecem
·         Também na casa de um crente a doença chega
·         Também na casa de um crente chega o problema financeiro
·         Também na casa de um crente chega o constrangimento e a dor
·         Também na casa de um crente chega o momento em que passamos dificuldades.
II.                   Observe que Jesus está no casamento e faltou vinho.
·         No contexto, vinho na bíblia é símbolo de alegria
Ø  As vezes a alegria falta dentro da na nossa casa
Ø  As vezes a alegria vai embora do nosso casamento
Ø  As vezes a alegria vai embora dos nossos relacionamentos familiares
Ø  Mesmo que quando Jesus presente é possível que haja escassez de alegria dentro de nossa casa.
·         Como está a sua casa?
Ø  Não sabemos o que você estar vivendo lá
Ø  Não sabemos quais são as tensões que você vive dentro de sua casa.
Ø  Não sabemos quais são as lutas que você vive dentro de sua casa
Ø  Mas nós crentes estamos sujeitos a enfrentar tudo isso dentro de nossa casa.
3.       A NECESSIDADE DE IDENTIFICAR O PROBLEMA:
I.                     As vezes estamos em casa, temos problemas e não o identificamos.
·         As vezes não diagnosticamos onde está a causa do problema
·         Não vemos onde está o problema.
·         É muito importante ter precisão, ter clareza e ver o que está acontecendo.
II.                   O texto diz que Maria se aproximou e disse: Eles não têm mais vinho...
·         Esse ponto nos chama a atenção.
Ø  Quem curiosamente identifica o problema não é o pai da noiva, não são os garçons que estavam servindo as pessoas.
Ø  Quem idêntica o problema é uma mulher
i.                     Eu penso que Deus deu a mulher uma espécie de sexto sentido.
ii.                   O homem as vezes chega num ambiente e não tem essa percepção e não ver esses detalhes.
iii.                 A mulher chega e ver o que o homem não ver e enxerga o que ele não enxerga.
iv.                 A mulher tem as antenas mais sintonizadas com esse diagnóstico.
v.                   O curioso que Maria identifica.
vi.                 Maria ver que aquela família estava para passar por um grande constrangimento, uma vergonha publica
vii.                Maria percebe que algo precisava ser feito imediatamente.
Ø  É importante idêntica onde estão os focos de problemas dentro de nossa casa.
Ø  Onde estão as causas de tensões dentro de nossas casas?
Ø  É preciso idêntica preventivamente os problemas e tratar deles com máxima urgência.
4.       IDENTIFICADO O PROBLEMA, LEVE-O IMEDIATAMENTE A PESSOA CERTA:
I.                     Quantas vezes ao surge um drama, luta, diversidade, tribulação, conflito, um dessabor dentro de nossa casa nós levamos esses problemas para outro
·         Ao invés de resolver o problema nós alargamos, aprofundamos o problema e agravamos
·         As vezes nós complicamos ainda mais os nossos problemas.
II.                   Vejamos a sabedoria de Maria.
·         Maria não comentou com as pessoas da festa.
·         Maria não vai disseminar com as pessoas da festa que a família não foi prudente em prover o suficiente para os convidados.
Ø  Maria não constrange e não humilha o pai da noiva
Ø  Maria não cobra dos garçons uma atitude mais prudente para correr atrás da provisão.
·         Maria leva o assunto prudentemente, discretamente, a pessoa certa, Jesus.
Ø  Aqui aprendemos que podemos colocar aquilo que nos aflige aos pés de Jesus.
Ø  Você pode apresentar os dramas de sua família a pessoa certa, a Jesus.
Ø  Antes de falarmos os nossos problemas para os outros, falamos a pessoa certa, Jesus.
i.                     Jesus nos dar a saída, nos dar a solução e tem a resposta para Nós.
5.       É NECESSARIO AGUARDAR O TEMPO CERTO PARA JESUS AGIR.
I.                     Jesus disse para Maria: O que tenho eu contigo mulher, ainda não é chegado a minha hora...
·         Uma leitura apressada desta expressão, passa dentro da cultura brasileira, a ideia de que Jesus foi indelicado com sua mãe.
Ø  Primeiro porque chamou-a de mulher e não de mãe.
Ø  Você vai perceber que Jesus nunca chamou Maria de Mãe nas escrituras.
Ø  Mas o termo mulher não é um termo de desrespeito de um filho para a mãe, mas um termo de honra, era mesma coisa dentro da cultura brasileira chama-la de senhora.
Ø  Tanto que na cruz Jesus se dirige a Maria da mesma forma, Ele diz, mulher eis ai o teu filho, se referindo a João.
II.                   Jesus não age na urgência da nossa agenda, Ele age de acordo com o seu plano eterno.
·         Quando lemos atentamente os evangelhos, vemos isso.
Ø  Jesus veio dentro de um tempo e agiu dentro de um tempo especifico, no kairos de Deus, no tempo especifico de Deus.
Ø  Jesus age dentro do seu tempo, na sua forma, Ele não se deixa pressionar.
i.                     Ele é Deus, Ele é Senhor, Ele é livre, Ele faz todas as coisas conformo a sua vontade.
ii.                   Deus não pode ser colocado contra a parede.
iii.                 Tem coisas que precisam aguardar o tempo oportuno de Deus agir.
iv.                 Deus tem o seu tempo, Ele não apressa, Ele não chega atrasado.
·         Exemplo: Imagine um anjo chegando na casa de Isabel e Zacarias, eles estavam idosos, e o anjo chegando e dizendo que Isabel teria um filho. Dar a impressão de que Deus chegou atrasado? Certamente Isabel e Zacarias oravam por um filho, mas no tempo de Deus chegou.
·         Outro exemplo: Imagine agora um anjo chegando a Maria la em Nazaré, ela não era casada, ela era jovem e estava noiva. O anjo lhe diz, você vai ter um filho e esse será o filho do altíssimo. Parece que o anjo chegou adiantado né!
·         Mas Deus tem o seu tempo certo.
Ø  Nós precisamos aguardar o tempo certo de Deus agir.
6.       VOCÊ PRECISA FAZER O QUE JESUS MANDAR:
I.                     Jesus chega para os serventes no verso 7: enchei de agua as talhas...
·         Curioso que Maria já havia dito para eles a seguinte maneira no verso 5: fazei tudo que Ele vos disser...
·         Porque edificado o problema, levado o problema a pessoa certa, aguardando o tempo certo, é necessário agora obediência.
Ø  Os serventes poderiam ter dito para Jesus, o problema não é agua, agua tem demais.
Ø  Eles poderiam ter dito para Jesus o que está faltando aqui é vinho.
Ø  Se os serventes fossem agir pela logica seriam esta a atitude deles.
Ø  Aqui parece que Jesus está na contramão.
II.                   Quantas vezes pela nossa incapacidade de discernimento espiritual nós questionamos a Deus.
·         Aí nós desobedecemos às suas ordens.
·         Muitas vezes a nossa razão se limita ao ponto de não desenvolvermos a fé, a confiança.
·         Na hora que surge um problema você precisa fazer não o que você acha, não o que você pensa, não o que você sente, você precisa obedecer.
Ø  Você precisa obedecer literalmente o que Jesus está mandando.
Ø  Nós precisamos entender que Jesus sabe o que faz.
Ø  Ele sabe a hora certa de fazer.
Ø  Jesus conhece o futuro, Ele enxerga na curva, Ele enxerga no escuro, Ele ver o que esta lá na frente.
Ø  Nosso papel não é questionar, não é adiar e sim obedecer o que Ele mandar.
7.       AINDA QUE VOCÊ NÃO ENTENDA, VOCÊ PRECISA CONFIAR.
I.                     Você precisa crer no milagre.
·         Imagina que aqueles serventes quando encheram as talhas e levaram as talhas de agua ao mestre-sala.
Ø  Quando o mestre-sala enfia a vasilha na talha de agua, era agua, mas quando leva a boca, não é mais agua, é vinho e dar melhor qualidade.
·         Aqui aprendemos que não podemos deixar de crer que Deus possa fazer milagres dentro de nossa casa.
Ø  Transformar choro em alegria
Ø  Tristeza e dor em felicidade
Ø  Briga e contenda em harmonia
Ø  Guerra em paz
Ø  Discursão em reconciliação
Ø  Falta de sentido na vida em vida abundante.
Ø  Nós não podemos duvidar que Jesus é o mesmo ontem, hoje e eternamente.
·         O que esta registrado aqui não é apenas um registro histórico.
Ø  Esta neste texto para o nosso ensino
Ø  Ele fez, Ele faz e continua fazendo porque é Deus.
Ø  Deus nunca aposentou
Ø  Deus nunca abriu mão do seu poder, Ele é o mesmo.
8.       O MELHOR SEMPRE VEM DEPOIS
I.                     No mundo contemporâneo, casamento virou algo descartável
·         Tem casais que entram para vida conjugal deixando a porta dos fundos aberta
Ø  É uma experiência até aparecer a primeira briga, desencanto, primeira ruga no rosto, até os cabelos começarem a ficar brancos, até a crise chegar.
Ø  Vivemos numa geração que não tem tempera para enfrentar crise.
i.                     Gente que prefere não lutar
ii.                   Gente que prefere desistir
·         Jesus está dizendo que quando Ele faz um milagre na nossa família, o melhor vem sempre depois.
·         Jesus aqui rompe um protocolo, um paradigma.
Ø  Naquela época você primeiro servia o melhor vinho, depois que os convidados estavam alegres, você poderia colocar o vinho de segunda qualidade e ia do mesmo jeito.
Ø  Aqui na nossa cultura é o contrário, primeiro vem os salgados simples, e ai depois vem os salgados mais chiques, depois o bolo e ai vai.
Ø  O mestre sala chamou o noivo e disse para Ele que Ele quebrou o protocolo.
i.                     Interessante que o noivo não sabia de nada.
ii.                   A ideia era que o noivo fez tudo diferente.
iii.                 A ideia era que o noivo surpreendeu a todos.
iv.                 Erra o noivo fazendo o contrario e mudando a cultura.
Ø  Quando Jesus faz um milagre em nossa vida, o melhor vem sempre depois.
9.       O MELHOR LUGAR PARA GLORIA DE DEUS SE MANIFESTAR E DENTRO DE NOSSA CASA.
I.                     Observe o verso 11.
·         Quando Ele faz maravilhas a gloria dEle resplandece dentro de nossa casa.
·         Quando isso acontece as pessoas creem que Ele é Deus.