quarta-feira, 18 de março de 2015

JESUS VENCEU NO DESERTO ADÃO PECOU NO PARAÍSO



TEXTO: Gn 2.16; Mt 4.1
INTRODUÇÃO: “Oh duvida cruel” quantas vezes diante de uma escolha não falamos ou pensamos nesta frase. Normalmente ela surge em meio a uma encruzilhada. Desde pequenos aprendemos a fazer escolhas, a escolher entre opções, o que não é uma tarefa fácil, pois sempre que decidimos por algo, por uma opção, abrimos mão da outra.
·        Segundo alguns ramos da psicologia, você é a somatória de suas decisões isso, significa segundo ela: que a gente é o que escolher ser e esse é o pensamento comum da maioria.
·        Porem eu sou aquilo que Deus diz que eu sou, fui criado com um propósito divino desde da fundação do mundo.
TRANSIÇÃO: Vamos aprender nesta mensagem que os pecados que cometemos não esta relacionado ao lugar e sim as escolhas que fazemos.
1.     A ESCOLHA DE ADÃO NO PARAÍSO:
       I.            Primeiro: Quem estava no paraíso:
·        Havia somente Adão, Eva, os animais e a presença de Deus na viração do dia.
·        Não havia ali musicas profanas, bares, drogas, assassinos, inimizades, criticas, pornografia, mentiras etc.
·        No paraíso a única coisa existente era a presença de duas pessoas humanas.
·        Não havia religião nesta época e nem corrupção.
    II.            Não havia pecado no mundo.
·        O homem foi criado a imagem e semelhança de Deus.
Ø Isso quer dizer que fomos criados para sermos parecidos com Deus.
Ø Adão não se pareceu com Deus no sentido de carne e sangue
Ø As Escrituras dizem que “Deus é espírito” (João 4:24) e portanto existe sem um corpo. Entretanto, o corpo de Adão espelhou a vida de Deus, ao ponto de ter sido criado em perfeita saúde e não ser sujeito à morte.
Ø A imagem de Deus se refere à parte imaterial do homem.
Ø A semelhança no quesito de o homem ser criado contendo o mesmo caracteres morais de Deus.
·        O homem foi criado de maneira perfeita e sem pecado.
Ø Deus não criou o homem com defeito de fabricação.
 III.            O grande x da questão são as escolhas que fazemos.
·        Deus colocou duas arvores no meio do jardim, a arvore da vida e a arvore do fruto do conhecimento do bem e do mal.
Ø O homem teria o poder de escolher o que quisesse, entendendo que se escolher comer do fruto proibido iria morrer.
·        O grande problema esta nas nossas escolhas.
Ø Você pode escolher o namorado errado. (jugo desigual).
Ø Você pode escolher uma falsa religião.
Ø No cristianismo você escolhe entre estar na igreja ou no mundo. (Não pode servir aos dois).
IV.            Adão quando caiu ele não foi enganado, ele caiu por sua escolha (1Tm 2.14).
·        A mulher caiu porque foi enganada, porem Adão nunca foi enganado.
·        Adão caiu por que quis, ele sabia o que estava fazendo.
·        Adão nunca duvidou do que Deus disse, ele sabia exatamente o que estava fazendo.
·        A mulher foi levada pela serpente a duvidar da palavra de Deus.
·        A diferença entre Adão e a mulher é: Adão sabia e a mulher foi enganada (1Tm 2.14).
·        Adão não tomou a decisão influenciado pela mulher, foi a sua escolha.
2.     A ESCOLHA DE JESUS NO DESERTO:
       I.            Jesus começa para começar o seu ministério primeiro ele vai parar no deserto.
    II.            Deserto não tem nada a ver com paraíso.
·        Não existe água, nem comida no deserto.
·        No deserto é calor escaldante de dia e frio de noite.
·        Quem vai para o deserto geralmente vai para morrer.
Ø No deserto havia muitos assaltantes, assassinos, estripadores e coisas do tipo.
·        No deserto você não tem conforto, é luta intensa, são animais ferozes.
 III.            Na época de Jesus o pecado já estava no mundo.
IV.            Há iniquidade crescia e se multiplicava.
   V.            Na época de Cristo já existiam milhões de pessoas no mundo.
VI.            Não era uma situação de Jesus e mais uma pessoa. Era Jesus mais milhões de pessoas no mundo onde já havia corrupção.
VII.            Na época de Jesus já haviam os religiosos e a dureza de coração.
·        Os homens já eram amantes de si, orgulhosos, invejosos, gananciosos e etc. coisa que no paraíso não existia.
VIII.            Satanás prepara três coisas para o Mestre (1Jo 2.16).
·        Transforma essas pedras em pão (Mt 4.3).
·        Se tu és o filho de Deus lança-te daqui abaixo (Mt 4.6).
·        Eu te darei todos os reinos deste mundo se me adorares (Mt 4.8-9).
IX.            O que Jesus usou para fazer suas escolha (A palavra).
·        O mestre não duvidou da palavra como fez Eva.
·        O mestre sabendo da palavra não se apartou dela
·        Jesus derrotou satanás obedecendo a palavra e respondendo a satanás com a palavra.
CONCLUSÃO: O PROBLEMA NÃO É O LUGAR É AS ESCOLHAS QUE FAZEMOS


Um comentário:

  1. Boa a explicação, mas n me convence.
    Quem era, quem foi e quem é Jesus, senão o filho de Deus, a quem tudo pode.
    Ele já conhecia o que tinha acima dos céus, é injusta a comparação entre Jesus e Adão.

    ResponderExcluir