quarta-feira, 2 de março de 2016

A TENDA DA CONGREGAÇÃO

TEXTO: Êx 33.7-10

E tomou Moisés a tenda, e a estendeu para si fora do arraial, desviada longe do arraial, e chamou-lhe a tenda da congregação. E aconteceu que todo aquele que buscava o SENHOR saía à tenda da congregação, que estava fora do arraial.
E acontecia que, saindo Moisés à tenda, todo o povo se levantava, e cada um ficava em pé à porta da sua tenda; e olhava para Moisés pelas costas, até ele entrar na tenda.
E sucedia que, entrando Moisés na tenda, descia a coluna de nuvem, e punha-se à porta da tenda; e o SENHOR falava com Moisés.
E, vendo todo o povo a coluna de nuvem que estava à porta da tenda, todo o povo se levantava e cada um, à porta da sua tenda, adorava. 
INTRODUÇÃO: Depois de um grande desastre que foi o pecado de Israel quando adoraram o bezerro de ouro, Moisés vai para tenda da congregação para buscar a Deus.
O episódio do bezerro de ouro foi o primeiro pecado de idolatria cometido por Israel. Nesse momento o profeta se retira para buscar de Deus o que fazer depois da terrível queda.
TRANSIÇÃO: Deus prometeu ao povo enviar o seu Anjo; É uma coisa maravilhosa ter o anjo do Senhor acampado ao nosso redor. Eles são ministros de Deus em nosso favor, mas Moisés queria Deus, e não apenas o anjo de Deus. Não há substitutos para a presença de Deus no meio da igreja. Deus prometeu a vitória a eles, Deus prometeu tirar aquele povo que estava nas terras que seriam deles. Eles teriam vitória contra os seus inimigos, mas não comunhão com Deus. Moisés não queria apenas vitória, ele queria Deus. Ele não queria apenas bênçãos, ele queria o abençoador. Nada substitui Deus em nossa vida.
EXORDIA: Foi então neste quesito que Moisés estendeu para si fora do arraial fora do arraial, para buscar a Deus. Moisés havia acabado de descer do monte de Deus. O Sinai possui 2285 metros de altitude. Seria necessário uma boa caminhada para chegar novamente ao monte novamente. Porem Moisés presente que o momento era de permanecer próximo ao povo para que não houvesse nenhuma outra surpresa.
·        A tenda da congregação poderia ser também chamada de pré tabernáculo. Isso porque ainda não existia os móveis sagrados, nem as cortinas, nem as traves, nem véu, nem candelabro ou mesmo altar
·        Algumas pessoas confundem o tabernáculo com a tenda da congregação.
Ø O tabernáculo ficava no meio do arraial
Ø A tenda da congregação ficava fora do arraial. 
Ø O tabernáculo era a presença de Deus no meio do povo.
Ø A tenda era para buscar a presença, por isso ficava retirada do arraial.
1.     UMA ATITUDE VOLUNTÁRIA:
       I.            O que Moisés fez não foi uma instituição divina.
·        Deus não disse para Moisés fazer a tenda, o próprio Moisés tomou a atitude.
·        Deus mandou Moisés fazer o tabernáculo.
Ø Deus mandou Moisés fazer moveis para o tabernáculo.
Ø Deus deu todas as diretrizes da confecção do tabernáculo, mas a tenda foi ideia de Moisés.
·        Depois de 40 dias de monte a sós com Deus, Moisés esta tão atraído por Deus que ele tem a ideia de fazer uma tenda para buscar a Deus.
    II.            Moisés sente a necessidade de orar.
·        A tenda tinha um foco, um objetivo.
·        O foco era orar, buscar a face de Deus.
·        Moisés precisava orar para atrair a presença de Deus.
2.     A TENDA ERA FORA DO ARRAIAL.
       I.            Por que a tenda estava fora do arraial?
·        Moisés que estar retirado com Deus.
·        Qualquer pessoa poderia entrar na tenda, diferente do tabernáculo.
E tomou Moisés a tenda, e a estendeu para si fora do arraial, desviada longe do arraial, e chamou-lhe a tenda da congregação. E aconteceu que todo aquele que buscava o Senhor saía à tenda da congregação, que estava fora do arraial.
Êxodo 33:7
Ø O que deixa claro que não era somente Moisés que orava ou se retirava na tenda.
Ø Porem para entrar na tenda, precisa se retirar.
    II.            Há momento que o líder deve sair da rotina, do sistema, ele precisa ficar a sós com Deus.
·        Jesus sempre saia da multidão e ia ao monte orar.
·        Quando Moisés se movia em direção da tenda, todo povo se movia, havia avivamento. Êx. 33:8
·        Cada um ficava em pé a porta da casa - As famílias estavam ligadas a palavra de Deus
·        Olhavam após Moisés - O povo via autoridade espiritual no seu líder
·        O povo adorava a Deus quando via a nuvem na porta da tenda 
·         Moisés voltava ao acampamento com a resposta de Deus para o povo.
·        Êx. 33:11 E falava o Senhor a Moisés face a face, como qualquer fala com o seu amigo; depois tornava - se ao arraial; mas o seu servidor, o jovem Josué, filho de Num, nunca se apartava do meio da tenda.
·        A tenda só tinha um compartimento, o lugar santíssimo.
·         A tenda só tinha uma porta - Jesus a única porta
 III.            A necessidade de se retirar.
·        A oração é o único lugar onde ninguém ver meus talentos ou dons, onde não exponho minha sabedoria ou meu belo vocabulário, onde não há fama, nem gloria, nem prestigio humanos, porque só Deus me ver.
·        Se queremos ser cheios de Deus precisamos nos retirar.
·        Falar face a face com Deus.
Ø Isso revela intimidade.
Ø Só tem intimidade quem ora.
IV.            Nem todos saiam para a tenda, observe o texto VS 7b
·        O verso diz: E aconteceu que todo aquele que buscava o Senhor saía à tenda da congregação, que estava fora do arraial.
·        Nem todos estão dispostos a buscar.
·        Somos levados a sermos distraídos.
Ø O entretenimento é a maior arma de satanás contra a oração.
Ø Perdemos tempo com Facebook, Skype, wastsap, chats, filmes, novelas e perdemos o foco de buscamos a Deus.
   V.            Nisso podemos contemplar uma solene verdade acerca da igreja
·        A palavra igreja é uma transliteração da palavra grega "ecclesia" ou "ekklesia" (chamados para fora).
·        É Deus chamando o seu povo para estar com Ele.
·        Somos convocados a sair para fora.
3.     A INTIMIDADE COM DEUS.
       I.            Moisés falava face a face com Deus na tenda VS 11.
·        A oração cria a intimidade.
·        Repare que o texto diz como qualquer fala com seu amigo.
    II.            Josué não se apartava da tenda VS 11.
·        Josué estava sempre ali para servir.
4.     A TENDA REVELA A MAIOR NECESSIDADE DA IGREJA, PRESENÇA DE DEUS.
·        A igreja necessita desesperadamente da presença de Deus.
Ø Nossas vidas serão vazias, nossos cultos sem vida, nossas músicas sem unção e nossas mensagens mortas se Deus não estiver presente.
Ø Muitas vezes, confundidos a onipresença de Deus com a presença manifesta de Deus.
Ø Deus está em toda parte, mas Deus não está em toda parte com a sua presença manifesta.
Ø Quando Deus está entre o seu povo isso é notório, como quando Jacó acordou em Betel.
Ø Muitas vezes nós falamos para as pessoas que Deus está entre nós. Elas vêm e não vêm Deus.
Ø  Elas então chegam à conclusão que fazemos propaganda enganosa.
Ø Dizemos que tem pão na casa do pão, mas só temos fornos frios, prateleiras vazias e receitas de pão.
Ø Quando Deus se agrada de nós, podemos dizer como Josué e Calebe: “Se o Senhor se agradar de nós, podemos.”
·        A maior necessidade de Deus não é de bênçãos e sim da presença de Deus.
Ø O Deus das bênçãos é melhor do que as bênçãos de Deus.
·        A igreja contemporânea mudou a sua ênfase.
Ø A pregação moderna diz que o fim principal do homem é glorificar a Deus, mas o fim principal de Deus é glorificar o homem.
Ø O evangelho moderno ensina que é Deus quem está a serviço do homem e não o homem a serviço de Deus. O foco mudou.
Ø  Não é mais Deus que é a medida e o fim de todas as coisas, mas o homem que é a medida de todas as coisas.
Ø Hoje o homem trocou Deus pelas dádivas de Deus.
Ø As pessoas querem a salvação e não o salvador. Querem os dons e não o doador. Querem coisas e não Deus.
·        No passado, a presença de Deus era a coisa mais importante que o povo de Deus buscava.
Ø Deus apareceu para Moisés no deserto numa sarça.
Ø A glória de Deus se manifestou e Moisés caiu com o rosto em terra.
Ø  A presença de Deus revelou-se poderosa no Egito e quebrou o poder dos deuses e o orgulho de Faraó. 
Ø O povo foi liberto pelo sangue do Cordeiro e protegido pela presença de Deus na coluna de fogo e na coluna de nuvem.
Ø A nuvem era o símbolo da presença de Deus. A presença de Deus dava direção de dia e proteção à noite.
·        A maior tragédia do pecado é que ele afasta de nós a presença de Deus.
Ø Deus disse para Josué que não seria mais com o povo enquanto houvesse pecado no arraial de Israel;
Ø Quando os filhos de Eli pecaram contra Deus, a arca, símbolo da presença de Deus foi roubada e a glória de Israel, a presença de Deus, se apartou do povo;
Ø No tempo de Ezequiel a glória de Deus se afastou da cidade, do templo, do monte e o povo foi levado ao cativeiro.
·        Mas os filhos de Israel se arrependeram Vs 4
Ø O arrependimento nos aproxima de Deus.
Ø Eles odiaram o que tinham feito.
Ø Desprezaram-se por isso.
Ø  Compreenderam que haviam trazido tragédias sobre suas cabeças.
Ø  Compreenderam a gravidade do seu pecado diante de Deus.
Ø  O pecado traz vergonha e opróbrio sobre nós.
Ø O pecado ofende a santidade de Deus.
Ø O pecado provoca a ira de Deus.
Ø Quando o povo redimido de Deus se rebela e peca contra Deus, isso é uma calamidade.
·        Hoje temos uma visão superficial da malignidade do pecado. Estamos nos acostumando com o pecado.
Ø Nem mesmo sentido saudade de Deus.
Ø Não sentimos fome de Deus.
Ø As pessoas não se dão conta que a glória de Deus se apartou de nós.
Ø  Nem sentimos falta da presença de Deus entre nós.
5.     NADA SUBSTITUI A PRESENÇA
       I.            Deus disse: Eu vou enviar o meu anjo VS 2
·        É uma coisa maravilhosa ter o anjo do Senhor acampado ao nosso redor.
Ø Eles são ministros de Deus em nosso favor.
·        Mas Moisés queria Deus, e não apenas o anjo de Deus.
Ø  Não há substitutos para a presença de Deus no meio da igreja.
    II.            Deus prometeu a eles vitoria VS 2.
·        Deus prometeu a eles desalojar os povos da terra.
Ø Eles teriam vitória contra os seus inimigos, mas não comunhão com Deus.
·        Moisés não queria apenas vitória, ele queria Deus.
Ø  Ele não queria apenas bênçãos, ele queria o abençoador. Canaã, sem Deus é terra estranha. Nada substitui Deus em nossa vida.
CONCLUSÃO: Não abra mão da presença de Deus na sua vida.







7 comentários: