terça-feira, 12 de novembro de 2013

ESBOÇO DE PREGAÇÃO: DIVISÃO, PECADO DE REBELIÃO CONTRA A IGREJA DE CRISTO.



TEMA: DIVISÃO, PECADO DE REBELIÃO CONTRA A IGREJA DE CRISTO.
TEXTO: Jd 12-19
TRANSIÇÃO: O que significa divisão: Discórdias, dissensões e facções.
INTRODUÇÃO: Aqueles que praticam tais coisas não herdarão o reino do céu. A advertência de Paulo em Gálatas 5:19-21 é clara. Deus não aceita o espírito partidário divisor que domina tantas pessoas religiosas de hoje. Estes pecados correm diretamente contra a oração de Jesus e a verdadeira natureza de Deus (João 17:20-23). Jesus quer que seus seguidores sirvam juntos em harmonia nesta vida e na eternidade.
EXORDIA: Grupos de cristãos outrora bondosos e unidos se separarão em facções para se oporem uns aos outros. De repente manifestarão calúnia, ira, engano, medo, amargura, ódio, maledicência, falta de perdão, contenda, rebelião e orgulho.Qualquer uma dessas atitudes, isolada em um único indivíduo, seria reconhecida e exposta como pecado. No entanto, quando ocorrem em massa em uma divisão na igreja, são consideradas de certa forma justas. A ira é redefinida como “lutar por um princípio”. A calúnia e a maledicência agora se alistam como aliadas “na busca da verdade”.
1.     ORIGEM DA DIVISÃO:
       I.            Podemos achar que o Senhor não está familiarizado com a dor de uma divisão na igreja. Ele está. É provável que você se lembre de que, antes da criação do homem, o céu passou por um momento de grande rebelião, uma “divisão” se preferir.
    II.            Naquele tempo, Satanás era conhecido como Lúcifer ou Hillel Ben Shahar em hebraico. Hillel vem de Hallel, que significa louvar, adorar, servir. Ben Shahar significava filho do amanhecer.
 III.            A implicação é que Lúcifer era o líder do louvor no amanhecer da criação.
IV.            Dotado dos dons de liderança e criatividade musical, sua posição não lhe era suficiente.
   V.            Lúcifer foi motivado de:
·        Motivado pela inveja (querer tomar o lugar de Deus).
·        Ambição (querer gloria, poder e honra para ele)
·        Soberba
·        Lúcifer fez com que um terço dos anjos se rebelasse contra a autoridade de Deus.
VI.            O pior crime de Lúcifer: foi ter roubado um terço dos anjos por meio da calúnia contra Deus e do engano.
·        A bíblia não diz qual foi a calunia.
·        Não sabemos quanto tempo durou a rebelião no céu, e também não está escrito qual foi o engano que Lúcifer propagou.
·        A Bíblia apenas concede fugazes reflexões sobre aquela horrível e cataclísmica divisão.
VII.            O que Deus sentiu: Usamos antropopatismo em nossa linguagem para descrever:
·        Será que Deus não foi afetado pelo conflito?
·        Será que o Pai Celestial estava perfeitamente distante da dor da separação ou sofreu algum desgosto quando os anjos a quem havia concedido o dom da vida se rebelaram contra ele?
·        Lembre-se de que Deus viu a grande mentira espalhar-se, infectar cada anjo
·         Será que a divisão foi a primeira grande dor no coração de Deus?
VIII.            Foi ai que o inferno passou a existir:
·        Antes dessa antiga separação, o inferno ainda não existia pelo que sabemos.
·        O inferno tornou-se realidade como consequência da divisão,
·        O inferno foi criado para o diabo e seus (Mt 25.41).
2.     DIVISÃO TRAZ MORTE:
       I.            A historia de Davi e seu filho Abisalão é exemplo disso.
3.     EXEMPLO CLARO DIVISÃO NA IGREJA DE CORINTO (1Co 1.10-13,17)
       I.            Nada nos dias de hoje é novo. Já aconteceu, esta na bíblia e na historia.
    II.            O povo perece porque lhe falta conhecimento (Os 4.6).
 III.            Características da igreja:
·        Paulo estava na cidade de Éfeso, em meio a um poderoso avivamento (Atos 19), quando recebeu algumas visitas que vinham da cidade de Corinto e traziam notícias sobre a situação da igreja.
·        A igreja de Corinto era relativamente nova;
·        Ela havia sido fundada pelo apóstolo durante a sua segunda viagem missionária.
·        Contudo, apesar de sua pouca idade, a igreja era rica em conhecimento, em palavra, em experiências e em dons espirituais.
·         O próprio Paulo reconhecia que não faltava nenhum dom à igreja (I Co 1.7).
·        Mas, apesar disso, a igreja estava doente. Do lado de fora tudo parecia bem, mas do lado de dentro havia uma grande podridão.
IV.            A doença que estava destruindo a igreja de Corinto chamava-se divisão.
   V.            Dentro daquela comunidade, havia pelo menos quatro grupos distintos e divididos:
·         Os defensores de Paulo,
·         De Apolo,
·        De Cefas (Pedro)
·        E de Cristo

VI.            O alerta de Paulo acontece no início do versículo 10. Ele pode ser discernido a partir do uso da expressão que em nossa Bíblia está traduzida por “rogo-vos”.
·        Essa palavra é a tradução do grego “parakaleo”, que significa “encorajar o soldado, alertando-o para a realidade da guerra”.
·        Quando um comandante percebia a aproximação do inimigo, ele gritava a expressão “parakaleo” para os seus soldados.
4.     O QUE JESUS DISSE SOBRE DIVISÃO:
Se uma casa estiver dividida contra si mesma, tal casa não poderá subsistir. Mc 3:25
       I.            Alguns escribas, incomodados pela crescente popularidade de Jesus, estavam tentando desacreditar Suas curas e expulsão de demônios.
    II.            As multidões vinham para ouvi-Lo e vê-Lo onde quer que Ele fosse. E comentavam entre si que Ele era capaz de expulsar demônios.
 III.              Os escribas, ouvindo isto, retrucaram dizendo: “Ele está possesso de Belzebu. E: É pelo maioral dos demônios que expulsa os demônios” (Mc 3:22).
IV.            Jesus imediatamente combateu o argumento deles:

“Como pode Satanás expulsar a Satanás? Se um reino estiver dividido contra si mesmo, tal reino não pode subsistir; se uma casa estiver dividida contra si mesma, tal casa não poderá subsistir” (v. 23-25).
5.     A ATUALIDADE:
       I.            Alguém divide a igreja de Cristo a noiva do cordeiro e traz como argumento que foi Deus quem mandou, ou revelou ou mostrou.
    II.            Como pode Deus mandar alguém dividir a sua própria igreja.
·        A igreja é dEle e Ele mandou dividir.
 III.            Isso vai contra tudo que é bíblico e o que esta escrito.
IV.            O destrói igreja não é o inferno (Mt 16.18).
   V.            O que deixa uma igreja doente são as divisões.
6.     QUEM É O DIVISOR:
       I.            O divisor é alguém que traz a mesma semelhança de Lúcifer.
·        Inveja
·        Ambição
·        Soberba
·        Rebeldia
    II.            Quem acompanha o divisor ou a divisão faz parte da mesma rebelião.
 III.            Quem vive de divisão esta contrario a palavra de Deus, esta em pecado.
IV.            Tudo isso traz maldição.
CONCLUSÃO:  Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer. - I Cor 1.10.

Um comentário:

  1. uma benção vai nessa força Pastor Mauricio Silva Ass. Pr. marcio e esposa

    ResponderExcluir